Ainda a Propósito dos Incêndios em Portugal…

Acho que pouca gente fala de um aspecto muito importante neste assunto dos incêndios, preocupadas em culpar este ou aquele governo ou responsável: as mudanças climáticas brutais que estão a acontecer. Essas não vão parar (pois o nosso estilo de vida não vai parar) e só podemos esperar um agravamento de fenómenos extremos de fogos, inundações, secas, tempestades, etc. como estas. Nem que parássemos de repente toda a atividade poluidora e destabilizadora no planeta (nada de aviões, barcos, carros, e até internet ou eletricidade!) ainda seriam umas décadas para a Terra restabelecer a sua homeostase. Estes incêndios eram praticamente inevitáveis, fosse que governo e proteção estivesse a postos, e isto é algo que não gostamos de sentir. Poderiam ser minimizados os danos talvez sim, mas continuaria a ser um horror. Havia um furacão nos Açores, uma massa de ar tremendamente quente, seco e elétrico foi gerada a volta desse furacão, fazendo subir ar quente de África que interagiu com a costa litoral portuguesa gerando o calor seco, elétrico e ventoso que se fez sentir, nada normal para esta altura do ano (temos batido recordes todos os anos, e isto não é sem consequências graves). Os eucaliptos funcionaram como fósforos (uma vegetação autóctone natural teria reduzido a probabilidade de fogo em pelo menos 50%), e quase não era preciso faísca para ele acender. Basta ouvir o relato de pessoas como as em baixo: o fogo “voava como setas”).

Custa-me um pouco ver a miopia da generalidade da população que continua focada no imediato e local e não vê o global, a tendência das coisas, os processos e a ligação entre tudo. O que sentimos hoje em termos globais, todas as catástrofes, é fruto de muitas décadas de um certo desenvolvimento e, tal como um comboio que vai sempre a queimar lenha e a acelerar, já começou a descarrilar e a abanar nos carris. Não esperemos que situações catastróficas e irregulares e anormais como estas sejam passageiras ou únicas. Isto faz parte de um processo que, quem é sensível e perceptivo, vê que ja tem vindo a acelerar e a fermentar ha muito tempo (desde miúdo que sinto isto com bastante clareza, e agora vejo aquilo que dizia a tornar-se realidade nos telejornais e rádios infelizmente). A nossa miopia em termos da interligação das coisas continua a não nos deixar ver o obvio, e assim o homem se torna vitima de algo que não vê, mas para o qual contribui todo os dias. Espero estar errado, mas quando isto começar a afectar a sério a comida e água como já começa então aí sentiremos mais ainda na pele…temos que estar preparados para tudo, e principalmente não estar agarrados a velhas maneiras de pensar, egoístas e míopes. Como eu sempre digo: isto anda tudo muito mais ligado do que pensamos, desde as coisas mais íntimas que pensamos e sentimos, às consequências mais macroscópicas que presenciamos. Nada é por acaso, nada é desperdiçado, e tudo é causa e consequência de tudo o resto. Estejamos em Paz e em Aceitação de tudo, pois isto vai ser muito preciso…estejamos de bem connosco mesmos principalmente! E com o Mundo!

Tranquiliza-me a ideia de que há sempre uma razão maior para tudo isto, e sabermos aceitar e “surfar” esta onda maior que nos leva (quer queiramos quer não) é um grande bem. Na verdade, não temos outra hipótese:)

Anúncios

Mentalidade do Desperdício e Como Acabar com os Problemas do Mundo

Mais um exemplo da falta de entendimento da interligação de todas as coisas em causas e consequências, e de como todos os actos são importantes e têm e terão repercussões no futuro.

O vídeo abaixo (em inglês) é uma análise da política de empacotamento de medicamentos pelas empresas produtoras de fármacos. Todo o sistema parece estar pensado com base em maiores rendimentos, com grandes quantidades de medicamento serem a deitados fora devido a uma má (e tudo indica voluntária) política de empacotamento. O bom-senso dita que se deve produzir aquilo que se vai gastar, para que haja o mínimo desperdício possível. Não só esse desperdício é caro (os medicamentos são muito caros de produzir) como ele irá poluir o ambiente, que eventualmente voltará para nós (nada é perdido ou desperdiçado neste mundo; pode ser escondido durante algum tempo mas vai voltar à superfície de uma forma ou outra rapidamente).

É muito provável que a mesma mentalidade esteja por trás de outras (ou todas) as indústrias, não só a de fármacos. A motivação são os lucros, e nunca se pensa no longo prazo ou na sustentabilidade das políticas. A culpa não é de um indivíduo, ou grupo de indivíduos, a culpa é de todos nós, e tem a ver com a falta de noção clara da interligação de tudo neste sistema a que chamamos Mundo ou Universo, onde tudo é causa e consequência. A causa está na motivação das pessoas: qual é e tem sido esta motivação primordialmente? O que tem feito e faz mover ainda agora o ser humano, cada um de nós? O que dizemos que é não é normalmente o que realmente é.

Continuar lendo “Mentalidade do Desperdício e Como Acabar com os Problemas do Mundo”

A Propósito dos Incêndios Recentes em Portugal II

A solução para todos os nossos problemas está em resolver o INTERIOR das pessoas, não o exterior como temos feito durante séculos. Não há outra solução. Isto não é idealismo ou utopia. É o mais prático que há.

Em poucos anos de estudo e prática intensiva encontrei formas de EFECTIVAMENTE eliminar os traumas e frustrações das pessoas de forma a efectivamente acabar com o seu sofrimento. Isto muda COMPLETAMENTE as suas percepção da vida e reacções, e tudo se torna mais agradável, tornando-se pessoas também naturalmente mais pacíficas, menos reactivas, e mais lúcidas. Todo o “mal” deste mundo tem origem no interior das pessoas, no seu tumulto interior, e elas também não têm culpa pois não sabem como os resolver ou o que fazer com eles. A TBI é o estudo da engenharia interior do ser humano e funciona! Digo-vos: um ser humano diferente, sem tumultos interiores e por isso muito mais “oleado” e funcional é possível! O futuro – se o queremos ter – passa por aqui!

O que vemos hoje a todos os níveis, políticos, sociais e pessoais, com julgamentos fáceis e sem pensar, com acções e reacções de puro egoísmo e interesse é fruto dos erros e disfunções que existem DENTRO de cada ser humano que os fazem reagir assim! Medos, raivas emoções insondáveis mas reais…Isto não é algo inerte e sem consequências mas afecta-nos a todos! E vêm-se e vão continuar a ver-se estas consequências a todos os níveis. Quando nos faltar comida ou água limpa para beber por exemplo – como já está a acontecer em zonas ardidas em que a água ficou contaminada pelas cinzas – aí vamos acordar? Tratemos de nós e uns dos outros. Percebo que até agora se pensasse que era impossível mudar o ser humano, ou que era utópico ou sem interesse, mas não é. O nosso estado natural de real alegria, lucidez e felicidade espera por nós. Se houver união, visão e vontade conseguimos.

A Propósito dos Incêndios Recentes em Portugal I

Um incendiário admite que “andava descontrolado” devido à separação com a mulher e começou a atear fogos com a frustração e o desnorte (Notícia). Outro, responsável por ter ateado fogo na Madeira, dizia estar sob a influência de álcool e calmantes (Notícia). Outros relatos mostram mão criminosa, certamente guiados pela cobiça. E é isto que eu intuía e que mais me entristece: as pessoas não estão bem POR DENTRO, e é por isso que o mundo está como está e acontece o desnorte que acontece, a TODOS os níveis (política local e global, terrorismo, problemas ambientais, problemas pessoas e familiares…), muito mais do que pensamos. As nossas emoções e sentimentos mais profundos TÊM influência e expressão em tudo o que nos rodeia. Nada é desperdiçado, ou por acções ou por sentimentos. Isto está TUDO ligado, e tudo começa e acaba no INTERIOR das pessoas. E o interior de demasiadas pessoas está em tumulto. Nós somos seres complexos.


A TBI procura dar um contributo valiosíssimo na erradicação destas frustrações no ser humano, a VERDADEIRA CAUSA de todo o “mal” no mundo. Sim, isso é possível – acabar com aquilo que DÁ ORIGEM ao desnorte e aos atos mais barbaricos e irracionais das pessoas. É POSSÍVEL! Eu vejo isso a acontecer todos os dias! Não temos que viver com estas frustrações, raivas e emoções e sentimentos fortes mal resolvidos. É felizmente agora possivel erradica-las MESMO! Investigue por si, sonhe e acredite num mundo melhor. O bem de todos (incluindo animais, arvores, terra, etc) é o nosso bem – mesmo! Destruir a natureza é destruirmos a nossa própria pele – literalmente! Temos que parar de olhar só para o nosso umbigo. Isto está tudo muito mais ligado do que normalmente supomos. Tratemos de nós e uns dos outros. As alterações climáticas são prova desta interligação profunda, e vamos senti-las cada vez mais. Tudo influencia tudo o resto, do mais ínfimo ao mais supremo. Pense nisto. O nosso bem-estar depende disso.

Testemunho Recebido com Carinho

22181652_2040094179593177_2752039131691394506_oMais um testemunho recebido hoje, com muito carinho e apreço.

É mesmo bom ver os resultados magníficos que conseguimos com as pessoas! Bem-haja! Aqui vai:

“Bom dia…não tenho palavras…neste momento. Só tenho ideias para trabalhar no meu artesanato…Dormir? Dormi numa paz…e muito…

Não tenho palavras para agradecer….O meu bem…o que me fez…ontem estava louca…obrigado por tudo…seja muito feliz. Feliz domingo…bjs.”

Triple Warmer Tap

Um exercício simples que nos pode acalmar e nos tirar da “resposta de stress”. O acto de pormos a mão no peito já acalma por si só (a energia da mão protege a energia do centro do coração), e a conjunção com a estimulação rítmica suave de um ponto de acupuntura específico activa ainda mais os seus efeitos. Experimente! (Vídeo em inglês):